sábado, 25 de abril de 2009

“DA RESISTÊNCIA"

Notas de Prova


Enólogo Miguel Amorim

Ano
: Porco
Região: Região (De)marcada entre as Quatro Ribeiras e os Altares
Tipo: Branco (tranquilo)
Castas: aqui e aqui
Cor: Palha claro com reflexos verdes
Aromas: Frutado intenso com algumas notas florais
Sabor: Volumoso com corpo equilibrado, seco, macio, e de equilibrada acidez, muito frutado com final persistente.
Álcool: 12,5 º
Temperatura de consumo: Entre 8 e 10 ºC
Produtor/Engarrafador: Casa Agrícola Brum Lda. (Museu do Vinho dos Biscoitos)
Este vinho foi vivificado com uvas de vinhas daqui


Clicar na imagem para um melhor leitura

DA RESISTÊNCIA é um vinho que já granjeou alguma simpatia, uma palavra que explica tudo, atraindo as mais delicadas e finas sensibilidades em conexão com a degustação.
Pela diferença ao encontro da originalidade dos espíritos que se não devem combater, assim como a do gosto, pois esta é uma potência invisível e misteriosa à qual é difícil resistir.Este vinho de mesa branco é no seu trato que adquire a delicadeza, a graça, o perfume encantador da natureza. A sua nobre missão atravessa os nossos mais apurados sentidos com a égide protectora do sossego manter a harmonia entre homens e mulheres, a moderação nos prazeres, num humor fácil e independente.
As sensações das nossas línguas são mais filhas do prazer, as do Noroeste da ilha Terceira, da necessidade: línguas de lava (duas Fajãs: a da Salga e a do Porto da Cruz) onde vides da "Verdelho dos Açores" ainda resistem aos tributos que a vaidade e a moda impõem.



Ao visitar a Terceira, exija na sua mesa vinhos produzidos nesta Ilha.

Sem comentários: