sexta-feira, 30 de novembro de 2012

O FIM DA UNIÃO

“A União despede-se”



 FMI – Publicado na Sexta-Feira, dia 30 de Novembro de 2012, por Marco de Bettencourt Gomes

ATÉ AO FUTURO – Publicado na Sexta-Feira, dia 30 de Novembro de 2012, por João Rocha



UNIÃO – Provérbios e Pensamentos


terça-feira, 27 de novembro de 2012

Ex - Líbris báquicos (10)



LUIS FERREIRA DA COSTA
n. S. João da Madeira. 17.7.1928
f. 4.10.2012
D.: Luiz Costa, 1954
T.: Zincogravura
Colecção: Museu do Vinho da Casa Agrícola Brum


sábado, 24 de novembro de 2012

Antes e Agora (19)


Angra do Heroísmo

Largo da Boa Nova / Cerrado do Bailhão



O antigo Hospital Militar está em obras, após ter continuado em mau Estado...

Uma boa nova!


quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Vidros / espelhos


Pensamentos e provérbios



“ Uma união rasgada é companheira de estilhaços de vidro”.
" Palavras dúbias são como espelhos opacos."
“Quebra um copo de vidro vazio e sorte terás”.
“Vidro quebrado perde o valor”.
“O coração é espelho de outro”.
“Quem tem telhados de vidro, não deve atirar pedras ao do vizinho.”
“A mente é o espelho da vida”.
“Mulher de vento reluz como espelho”.
"A fortuna é como o vidro, tanto brilha como quebra".
"A honra é como o vidro, quebrando nunca solda".

A União: Provérbios e pensamentos



domingo, 18 de novembro de 2012

“Do Jardim à Memória”



Editado pela BLU, o livro “Do Jardim à Memória”, da autoria de Paulo Garrão (fotografias) e Victor Rui Dores (texto), será lançado, pelas 21:00 horas do dia 23 de Novembro pf no Terceira Mar Hotel em Angra do Heroísmo. Esta obra será apresentada pela Dr.ª Ana Lúcia Almeida. 

Durante o serão, que contará com a actuação musical de Rui Melo (saxofone) e Antonella Barletta (piano), será servido um “Biscoitos d’Honra”.

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

MÓVEIS DA COLECÇÃO FRANCISCO DE BETTENCOURT

(2ª PARTE)



Acaba de sair no Boletim do Núcleo Cultural da Horta, nº 21, 2012: 303-340, e numa edição em separata, mais um interessante trabalho de Jácome de Bruges Bettencourt.

Trata-se da segunda parte da inventariação da colecção de móveis que foi pertença de Francisco Joaquim Martins de Bettencourt (1919-2006) reunida entre o 1º e o 3º quartel do século XX, na ilha do Faial.

Foi o maior e mais importante acervo que existiu na cidade da Horta. É de louvar estes trabalhos sobre o assunto. Fica-se com uma ideia dos recheios das casas das famílias de uma certa elite faialense, que até aqui se mantinha, não apenas no esquecimento, como também por estudar e classificar.

Sem dúvida que, Jácome de Bruges Bettencourt, por razões familiares, conheceu todas estas peças, mas sabemos que é, ao que se julga, quem melhor conhece o património que existiu ou ainda existe na ilha do Faial, conforme vem dando testemunho, em várias vertentes. Lembramos que o autor tem trabalhos publicados através do Núcleo Cultural da Horta, Instituto Açoriano de Cultura, Instituto Histórico da Ilha Terceira, Academia Portuguesa de Ex-Libris, Boletins das Câmaras Municipais de Angra do Heroísmo e da Horta, Boletim da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos, entre tantas outras publicações da Região Autónoma dos Açores e até do Continente.

Fazemos votos para que continue na divulgação do nosso património móvel, em especial do privado, de mais difícil acesso.

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Dia Mundial da Filosofia

Comemorado em Angra do Heroísmo



“O Colóquio Internacional Comemorativo do Dia Mundial da Filosofia, intitulado "A Filosofia Hoje", irá decorrer nos dias 15 e 16 de Novembro pf, no auditório do Campus de Angra do Heroísmo da Universidade dos Açores.

Está previsto um programa com um leque variado de oradores como Viriato Soromenho Marques (Universidade. Lisboa); Acílio Estanqueiro da Rocha (Universidade do Minho); Vladimir Safatle (Universidade de São Paulo Brasil); Marcelino Agís Villaverde (Universidade de Santiago de Compostela-Espanha); entre outros.  

As conferências e comunicações irão realizar-se entre as 17h00 e 21h00 do primeiro dia, e as 10h00 e 18h00  do segundo.”

Fonte: Sónia Bettencourt

sábado, 10 de novembro de 2012

Produção de vinho nos Biscoitos em 2012



Segundo um vinhinho marinheiro a quantidade de vinho nos Biscoitos ficou-se, este ano, pelos 16.000 litros de castas brancas europeias (Vitis vinífera) produzidos por produtores engarrafadores, entre outros vitivinicultores, e 26.000 litros de castas de produtores directos e híbridos.

De referir que a área de cultivo da vinha biscoitense tem vindo a ser reduzida… Cerca de 96% está actualmente ocupada por elementos estranhos à mãe de todas as culturas, a viticultura. Em contrapartida a qualidade do vinho de castas Vitis vinifera  tem vindo a manifestar-se superiormente nos derradeiros vinte anos. 

A “Produção de vinho nos Biscoitos em 2011” aqui
Anos anteriores aqui

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

Seminário de Angra: o Coração da Diocese


O Museu de Angra do Heroísmo inaugurou ontem, 8 de Novembro, pelas 16:00, a exposição Seminário de Angra: o Coração da Diocese.  

"Esta exposição consubstancia o contributo empenhado deste Museu para  as  comemorações  do  150.º aniversário  da fundação  do  Seminário  episcopal  de  Angra,  que  funcionou  também  no antigo Convento de S. Francisco, entre 1862 e 1911". Ler noticia completa MAH

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

“Biscoitos que não foram ao Mar”



“Recipiente de barro para a confecção do actual “Bolo do Tijolo”

No próximo sábado, dia 10 de Novembro, entre as 14h30 e as 17h00, o Serviço Educativo do Museu de Angra do Heroísmo promove o ateliê intitulado “Biscoitos que não foram ao Mar”, destinado a crianças com mais de 5 anos, que irão amassar, moldar, cozer e comer biscoitos e bolachas, lembrando esses outros biscoitos que eram a componente principal da ração dos marinheiros portugueses do tempo dos Descobrimentos.


As inscrições para a actividade, realizada em parceria com os cursos de Cozinha e Serviço de Mesa do Profij da Secundária Jerónimo Emiliano de Andrade, podem ser feitas através do telefone 295 240 800. A frequência do ateliê está limitada a 20 crianças.

Fonte: Museu de Angra do Heroísmo  


quarta-feira, 7 de novembro de 2012

domingo, 4 de novembro de 2012

“A MASCARA É A EXPLOSÃO DA CARA NO CORPO”



Estas máscaras, apesar de agora estarem expostas, não são feitas para se verem, para se admirarem. Não são objectos de arte, nem sequer adereços. São instrumentos de trabalho do actor. Construídas em função da sua eficácia e funcionalidade, ou seja, de promoverem o desenvolvimento de uma alteridade, o seu grande objectivo é o de emocionarem quem vê, pois permitem, de facto, que o actor "mude de corpo ao mudar de rosto".

Diz-se, aliás, que "a máscara é a explosão da cara no corpo". E isto deve-se a um fenómeno maravilhoso: quando alguém coloca uma máscara, os que observam fazem descair o olhar para o seu corpo. O actor, fica, afinal, muito mais exposto em termos físicos. Todo os seus pequenos gestos, os seus erros, as suas imprecisões se fazem ampliar por intermédio de uma grande lupa. É sobretudo por isto que a máscara promove uma realidade mais corporal, onde um gesto passará a ter a mesma importância que uma palavra dita oralmente. E é sobretudo por isto, também, que a máscara, por si só, é um formador. Ela "obriga" o actor a representar bem para que este vá ao seu encontro. Ou, no mínimo, dirá: "só existe representar bem". O actor, por sua vez, nunca conseguirá forçar um jogo, um comportamento que a máscara não pede, e os construtores já sabem de antemão se ela funciona ou não. A sua qualidade mede-se, então, pela sua qualidade de representação. 

Estas são, pois, máscaras para teatro. Obrigam a regras muito específicas (regras que promovem a simultaneidade ver-fazer, a relação concomitante entre actores e espectadores e que marca o teatro, na sua especificidade, relativamente às outras artes). A máscara é, então, por excelência, uma ferramenta do teatro pois só funciona se esta relação composta se der: no mesmo instante em que alguém está a fazer, alguém está a ver e ambos têm consciência disso.

Outro fenómeno que a máscara proporciona é o de ocultar na mesma proporção em que revela. Aparentemente escondido atrás da máscara, o actor sente-se agora mais resguardado... e isso vai, mesmo que subconscientemente, encorajá-lo a "sair", a fazer, a mostrar. Não raro, os actores, quando representam com uma máscara, encontram muito sobre as suas pessoas (muito que estaria escondido ou simplesmente guardado e que tem mais verdade sobre si do que as inúmeras "máscaras sociais" que usa na sua vida quotidiana). Pode assim dizer-se que, nesta situação, dá-se em potência, em estado bruto, o mesmo fenómeno que ocorre com o amor (cuja ideia o próprio teatro encerra): quanto mais nos desapegamos da nossa pessoa e nos dedicamos genuinamente a outro, mais nos conhecemos a nós próprios e mais nos superamos.
                                                                                                       Nuno Pino Custódio

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

CONFRARIA DO LEITE DOS AÇORES


 No dia 29 de Setembro pp realizou-se na Igreja dos Arrifes, ilha de S. Miguel, a 1ª Entronização de Confrades da Confraria do Leite dos Açores, instituição criada oficialmente em Junho de 2011 com o apoio da Junta de Freguesia dos Arrifes, tendo como parceiros fundadores a Unileite, a Associação de Jovens Agricultores Micaelenses e a Cooperativa Agrícola Bom Pastor.


Para além de alguns Lavradores foram investidas personalidades e associações, como por exemplo Carlos César, Noé Rodrigues, a Cooperativa de Lacticínios da Ilha do Faial, a UNICOL, Federação Agrícola dos Açores e a Uniqueijo

Para Carlos César, Confrade Honorário da novel Confraria açoriana o surgimento desta Instituição “é a distinção que faltava às sucessivas gerações de lavradores, valorizando o seu trabalho e o seu produto. Gente que fez de dois por cento da superfície do território do país, um terço da produção nacional do leite. Gente que, ao longo das últimas décadas, se esforçou e venceu a batalha da quantidade. Gente que, do mesmo modo, se esforçou e venceu a batalha da qualidade”. 

A defesa, a promoção, valorização e divulgação dos genuínos produtos são os principais objectivos das Confrarias “para prestigiar e honrar aquilo que assumimos hoje como nosso compromisso: a defesa do Leite dos Açores. Uma defesa no plano económico e social mas também no plano formativo e pedagógico” referiu Carlos César.

“Uma defesa que se confunde com o nosso dever maior, que é o de defender sempre, sempre, sempre os Açores”, acrescentou o Presidente do Governo.



A Confraria do Vinho de Verdelho dos Biscoitos fez-se representar pelo seu Vice - Grão Mestre, Paulo Caetano Ferreira.

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Efemérides açorianas – Novembro (4)



Vapor “Carvalho Araújo” em Ponta Delgada – Julho de 1948

1. 1994- Falece em Angra do Heroísmo o Dr. Viriato Machado da Costa Garrett, médico Cirurgião – Ortopedista, possuidor de um curriculum internacional ímpar. 

2. 1974- O Município de Santa Cruz, ilha das Flores, oferece cem metros quadrados de terreno, destinados à implantação de um edifício para a redacção e tipografia do jornal “As Flores”.

3. 1994- É retido na Base das Lajes um Boeing 747 da companhia civil norte americana Kalitta, American International Aiwys.

4. 1990 - É inaugurado o posto clínico do campo de Jogos da Praia da Vitória.

5. 1973- O pescador José Brasil é o vencedor do Concurso de Pesca de Costa realizado pelo Clube Náutico de Angra do Heroísmo.

6. 1974- As quatro fábricas de conservas instaladas no Faial e Pico, laboraram este ano 4.177 toneladas de atum. 

7. 1957- Falece, em Angra do Heroísmo, Henrique Vieira da Silva, compositor, músico e exímio executante de bandolim napolitano.

8.1884- Nasce em Angra do Heroísmo o cantador/improvisador José Gonçalves Martins, “O Tenrinho”.

9. 1974- o navio alemão “Unkras” tomou no arquipélago 704 toneladas de óleo de baleia – 202 nas Flores e 476 no Cais do Pico.

10. 1974- A Secretaria de Estado do Urbanismo, concede à Junta Geral de Ponta Delgada um reforço de 525 mil escudos, p+ara a obra da construção do Estádio Distrital.

11. 1974- O Grupo Coral do Porto Martim, concelho da Praia da Vitória, volta a comemorar o seu patrono São Martinho.

12. 2002- João Vieira Gomes visita a sede da Confraria do Vinho Verdelho dos Biscoitos.

13. 1974- A fim de garantir a cobertura do serviço de saúde do Faial e Pico são destacados para aquelas ilhas os Aspirantes a Oficiais Milicianos António Prazeres, Carlos Guerra e Afonso Manuel Magalhães.

14. 1997- O Sport Clube Praiense comemora o seu 50º aniversário.

15. 2002- A Escola Profissional da Praia da Vitória anuncia a participação de 72 dos seus 230 alunos em três projectos internacionais de troca de experiencia pedagógicas comparticipados pelo Sócrates – Programa Europeu.

16. As “Caves Dom Teodósio” mostram-se interessadas na reconversão das vinhas e comercialização do vinho dos Biscoitos. Ler mais aqui

17. 2006- A Wolf, ilha Terceira, abre as portas às novas tendências.

18. 1999- É autorizada pelo Governo dos Açores (Resolução N.º 177/1999)   a cedência a título definitivo e gratuito à sociedade de Praia de Lobos – Empreendimentos Turísticos, S.A. de uma parcela de terreno sita ao Aeroporto de Santa Maria, com vista à implantação de unidade hoteleira.

19. 1847- De nacionalidade inglesa chega à ilha do Faial o brigue Harriet.

20.1932- Nasce na Praia da Vitória o Dr. Rodrigo António Leal de Carvalho, Juiz do Conselho Superior da Magistratura.  

21.1924- É fundado na ilha Graciosa o Santa Cruz Sport Clube.

22. 1974- Precedida de Novenário, celebra-se na sua Ermida à Praça da Restauração (Praça Velha) a tradicional Festa de N.ª S.ª da Saúde.

23. 1973- São sentidos dois fortes abalos sísmicos em Angra do Heroísmo e nalgumas zonas da ilha Terceira.

24. 1974- Está na ilha Terceira o Embaixadpr Robert McCloskey com o propósito de renegociar o acordo da base das Lajes

25. 1895- É fundada na Calheta, ilha de São Jorge, a Sociedade Filarmónica Estímulo. 

26. 1974- Os Serviços Municipalizados de Angra do Heroísmo aplicam novas tarifas de energia eléctrica. 

27. 1975- Segue para Lisboa uma Companhia do B.I. 17, de Angra do Heroísmo para marcar presença na actual conjuntura política/militar do País.

28. 1833- É baptizado na Igreja da Sé de Angra um filho de Dom Pedro IV.

29. 1997- A Filarmónica União Sebastianense, da Vila de S. Sebastião, Ilha Terceira, comemora o 111º aniversário da sua fundação.

30. 1973- É nomeado Cônsul Honorário da Nicarágua para as ilhas dos Açores o terceirense Hernâni de Mendonça e Cunha.