quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

S. Pedro e S. Paulo ...

... Quinta-feira dos compadres



Algumas pessoas mais antigas da ilha Terceira contavam que  havia um padre, amigo de ter na missa Verdelho da adega da Casa Agrícola Brum,que todos os Domingos, enquanto fazia a homilia, exaltado, batia com as mãos numa toalha branca colocada pelas senhoras da congregação e deixava manchas, talvez de tabaco - era ao que consta um inveterado fumador - que obrigavam a uma substituição constante da dita toalha. A situação arrastou-se até ao dia em que alguém dentre das responsáveis pela limpeza da igreja se lembrou de colocar tachas (pioneses) por baixo da toalha... 
Reza a história que nesse domingo o padre, ao bater exaltadamente na toalha enquanto pregava - Porque meus irmãos, S. Pedro e S. Paulo, grandes... - acrescentou - filhos da p***!


Sem comentários: