terça-feira, 27 de junho de 2017

Paulo Renato Andrade Mendes e a sua notável ação em prol do imigrante nos Açores




Jácome de Bruges Bettencourt

Não poderia ficar indiferente, ao constatar que Paulo Mendes vai, dentro de poucos dias terminar o seu ultimo mandato como Presidente da Associação dos Imigrantes nos Açores– AIPA, que hoje é uma instituição indispensável pelos serviços que vem prestando e se credibilizou, como necessária à ajuda e encaminhamento do imigrante que escolheu as nossas ilhas para viver e trabalhar.

E, nas funções de Cônsul Honorário da República de Cabo-Verde, que ocupo há mais de 20 anos, dou público testemunho do permanente empenho do Paulo Mendes ao longo destes 14 anos. Ele soube, como poucos, abraçar a causa das migrações e defesa dos direitos dos migrantes.

A AIPA foi por ele fundada em 2003, e igualmente co-fundador e coordenador da Plataforma das Estruturas Representativas das Comunidades de Imigrantes em Portugal (2008-2012) e por via do seu dinamismo já fora fundador e presidente do Núcleo de Estudantes de Sociologia da Universidade dos Açores (1999-2003) e presidente da Direção da Associação Juvenil Black Panthers (1994-1997). Foi, também, fundador da Transatlantic Network 2020 (TN2020), que é uma rede ativa criado pelo British Council, que reúne jovens profissionais com influência em diversas áreas, como negócios, sociedade civil, artes, ciência e meios de comunicação social, que tem por objetivo revitalizar os laços transatlânticos e globais para o futuro.

Paulo Mendes nasceu e viveu até à conclusão dos estudos secundários em Cabo Verde, ilha de Santiago, cidade da Praia, e escolheu outra região arquipelágica – Os Açores, para na sua universidade se licenciar em Sociologia, pós-graduar em Ciências Sociais e está em vias de concluir o seu doutoramento em Sociologia pelo ISCTE.

Mas, o seu “desassossego” leva-o a uma permanente atividade, diga-se que muito dinâmica e positiva, de que destacamos as suas crónicas semanais, principalmente, nos jornais “Açoriano Oriental” (Açores) e “A Nação” (Cabo Verde), bem assim noutras publicações e bastas participações como orador em diversas iniciativas regionais, nacionais e internacionais sobre a temática das migrações e da interculturalidade.

Em 2007 publicou um livro sobre a comunidade cabo-verdiana intitulado “Ponte Insular Atlântica – A comunidade Cabo-Verdiana nos Açores”, para além de inúmeros artigos publicados em revistas científicas sobre o tema das migrações.

E, mereceu em 2008, ser distinguido pela Fundação Calouste Gulbenkian com o prémio “Imigrante Empreendedor do Ano”.

Permanente atento observador a estas temáticas espreita tudo o que é feito a bem do imigrante e sabe dar valor ao que se vai fazendo por quem.

Daí o reconhecimento que a AIPA fez a muitas entidades e pessoas da Região. Também, a nível de projetos que mantivemos em parceria, lembro a extensão dos nossos serviços consulares na AIPA, para as ilhas de São Miguel e Santa Maria, como as cedências das instalações de Ponta Delgada e Angra do Heroísmo (AIPA) para operações de recenseamento e consequentemente para atos eleitorais.

A nível profissional, Paulo Mendes, é sócio-gerente da Competir-Açores (Formação e Serviços Ldª) e fundador do unOffice (primeiro espaço de cowork dos Açores).

Ainda no contexto profissional merece destaque o papel relevante que desempenhou na Cresaçor (2003-2008) enquanto Gestor de Projetos, em particular, na conceção e desenvolvimento de projetos de intervenção social.

Paulo Mendes, tem uma paixão por criar e desenvolver projetos e faz por estar no grupo dos que “fazem acontecer”. Tem dividido o seu percurso entre o empreendedorismo e o ativismo social.

Pelo que, temos a certeza e apostamos que continuará a desenvolver projetos de monta nas temáticas que domina com paixão.

Agradeço muito honrado, mais uma vez me terem feito sócio honorário da AIPA em 12 de junho de 2003, o de terem promovido uma homenagem pública em que participaram Câmaras, Direções Regionais, várias Instituições e a comunidade cabo-verdiana, na comemoração dos 20 anos de cônsul a 12 de novembro de 2016 e agora atribuírem este certificado de reconhecimento e gratidão.

A quantidade de pessoas e representantes de inúmeras Instituições aqui presente no Teatro Micaelense, como o presidente do município de Ponta Delgada, diretores regionais, com destaque para o D.R. das Comunidades, Carlos César (representado), o antigo Reitor da Universidade dos Açores Vasco Garcia, Presidente do Novo Banco dos Açores CA Gualter Furtado, Cônsul de Cabo-Verde nos Açores, Misericórdias, ISSA, Diretora da RTP-A, e tantas mais entidades e muitos amigos, demonstra bem o prestígio que Paulo Mendes goza na Região Autónoma dos Açores e não só.

É de registar que, por incumbência, li no início desta intervenção, enviada pela nossa Cônsul Geral da República de Cabo-Verde em Portugal, Drª Edna Monteiro Marta, uma mensagem, evidenciando, algumas palavras de gratidão, reconhecimento e despedida ao Dr. Paulo Mendes nesta, como se diz em crioulo, “Hora di Bai”.

O nosso muito obrigado por tudo Paulo, com os votos das maiores felicidades.

Ponta Delgada, 21 de junho de 2017

terça-feira, 20 de junho de 2017

IMPRENSA - Provérbios e pensamentos


- A imprensa fez nascer duas novas paixões: a de tudo ler, e a de tudo escrever.

- A imprensa é a artilheira do pensamento.

- " Assim como houve um Soberano, que pensava nada ter feito, em quanto lhe restava alguma coisa a fazer;a imprensa, por mais que trabalhe, pensará sempre não ter conseguido nada, em quanto não vir aclimada por toda a parte a liberdade".

- Depois da descoberta da imprensa, dizia Lemontey, ainda não pereceu um governo, que a não tivesse escravizado; depois de tal descoberta, dizia Napoleão, invocam-se as luzes para reinar, e reina-se para as escravizar.

- Um dos mais seguros meios de agradar escrevendo, não é tanto o pensar  e o dizer, como o fazer pensar e fazer dizer os outros.

- Uma imprensa livre não pode florescer e frutificar, no terreno das perseguições.

- O compor é o paraíso de escritor, o retocar e o corrigir é o seu purgatório, o examinar e emendar as provas da imprensa é o seu inferno.

- Um editor de jornal é alguém que separa o joio do trigo, publicando o joio (Adlai Stlenbon).

sábado, 17 de junho de 2017

Compilação da imprensa (64)

 anteriores AQUI

Confraria entende que o vinho dos Biscoitos merece ser estrela

Mesas da Ilha Terceira
têm de fazer o Verdelho brilhar
No Diário Insular de 23.05.2017

Clicar nas imagens para beber algo...

Vinho Da Resistência  aqui

Outras "Parras" :

Planta da Freguesia dos Biscoitos (ano 1830) aqui

Plantas Vasculares nas Vinhas dos Biscoitos (ano 1971) aqui.

"A vinha perde-se e a população nada ganha" (ano 1994) aqui.

"Região de Biscoitos, nos Açores - Casas em vez de vinhas" - Santos Mota (ano 1994) - aqui.

"Biscoitos: que futuro? "-José Aurélio Almeida (ano 1996) - aqui.

"As Vinha dos Biscoitos" -Bailinho de Carnaval da Freguesia das Fontinhas. (ano 1997) aqui.

Pisa e Mosto (1997) aqui

Sinónimos- Casta Terrantez da Terceira -Aqui

"Uma virada nos Biscoitos"(Açores)- (ano 1998) aqui.

O viticultor açoriano está envelhecido (ano 1998/99) aqui

“Provedor de Justiça dá razão à Confraria” (ano 1999) aqui.

“Museologia de Interpretação da Paisagem Ecomuseu dos Biscoitos, da ilha Terceira” - por Fernando Santos Pessoa (ano de 2001) aqui.

"Carta de risco geológico da Terceira" (ano ano 2001) aqui.

"Paisagem Báquica - Memória e Identidade" - Aurora Carapinha (ano 2001) aqui.

“A Paisagem Açoriana dos Biscoitos” - por Gonçalo Ribeiro Telles (ano 2002) aqui.

"Fadiga sensorial" (ano 2007) aqui.

"Defender curraletas!" (ano 2007) aqui.

"Tutores" (ano 2007) aqui.

A Casa Agrícola Brum tem nova administração - ANO de 2007 AQUI

"Rememorando as origens dos Biscoitos nos séculos XV e XVI"- por Rute Dias Gregório (ano 2008) aquiaqui e aqui.

“A Vinha, o Vinho dos Biscoitos e o Turismo” - por Margarida Pessoa Pires (ano 2009) aqui.

"O Aditivo"- por Francisco dos Reis Maduro-Dias -ano de 2009 Aqui

Biscoitos de Lava para os “sete magníficos” (ano 2011) aqui

"Acerca do vinho" -por Francisco Maduro-Dias (ano 2011) Aqui

Sócios da associação de viticultores da ilha Terceira -  Adega Cooperativa dos Biscoitos C.R.L.- não recebem há mais de 6 anos- Ano de 2011 - Video RTP  Aqui

Produtores engarrafadores e produção de vinho nos Biscoitos em 2012-  Aqui

Produção de vinho nos Biscoitos em 2015 - Aqui

Garrafa Comemorativa do 125.º Aniversário da Casa Agrícola Brum - 2015 - Video Aqui

quinta-feira, 1 de junho de 2017

EFEMÉRIDES AÇORIANAS - JUNHO (9)

Reclame da Pastelaria Primorosa, Angra do Heroísmo.Gravura do artista António Esteves

1. 1943- A Primorosa – Pastelaria e Vinhos Finos de Silvano de Oliveira, à Rua da República, 121, em Angra do Heroísmo, têm novidades em vinhos finos.

2.1946- As tropas inglesas deixam a Base das Lajes, após a descida do pavilhão inglês e paralelamente ao hasteamento do português.

3.1986- É inaugurada a Marina da cidade da Horta, o primeiro porto de recreio nos Açores.

4.1960- É inaugurado no Bairro da Vitória, em Ponta Delgada, ilha de S. Miguel, o Cine Vitória.

5.1974- Depois de ter cumprido em Angola o serviço militar obrigatório regressa à ilha Terceira o furriel-miliciano João Ernesto Barcelos Leonardo.

6.1976- Encontra-se em Ponta Delgada , ilha de S. Miguel, o Conselheiro Cultural e da Cooperação Ciêntifica e Técnica da Embaixada de França.

7.2003- Falece na sua residência em Alfragide o conhecido provador de vinhos e Confrade Honorário da Confraria do Vinho de Verdelho dos Biscoitos, Dr. Mário D’Oliveira Figueiredo,

8.1982- A Praia da Vitória participa nos “Jogos Sem Fronteiras” em Sibenik, na Jugoslávia.

9.2015- Realiza-se, pelas 09h00, na Igreja do Santuário do Senhor Santo Cristo, na cidade de Ponta Delgada, uma missa em memória de todos os que ajudaram a construir a RTP- Açores e que entretanto faleceram. 

10. 1985- É condecorado com o galardão de Comendador da Ordem do Infante Dom Henrique o angrense Eng.º Técnico Boaventura Gonçalves de Freitas, Presidente da Câmara de Tabuaço.

11. 1981- É inaugurado o Aeroporto da Ilha Graciosa.

12.1978- É festivamente inaugurado na Base das Lajes o Clube de Sargentos Portugueses.

13. 1811- A 1.200 metros da Ilha de São Miguel, surge uma ilha, designada Sabrina, que os ingleses chegaram a ocupar. (… em Outubro seguinte já nada restaria…).

14.1820- São utilizadas as duas “bombas de incendido” da Fortaleza (“castelo”) de S. João Baptista.

15.1841- Forte sismo danifica casas na ilha Terceira, fazendo para o relógio da Sé d’Angra.

16. 1963- Tem início as sessões cinematográficas no Sporting da Clube da Horta.

17- 1995- A Oficina d’Angra realiza o II Curso de verão sob a orientação de professores convidados do ARCO, de Bartolomeu Cid e ainda de Karon Dohterty da Universidade de Darmouth e de Emanuel Macedo.

18. 2015- Numa organização da Escola de Formação Turística e Hoteleira tem inicio hoje, em Ponta Delgada, a quarta edição do "10 Fest Açores - 10 dias, 10 chefs"-  no Restaurante Anfiteatro.

19. 1998- O vinho “Pedras do Lobo” do produtor engarrafador José Manuel Machado de Sousa está presente no festival cultural dos países que fazem parte das forças das Nações Unidas, na cidade de Kreuz Rath Gangelt, Alemanha. 

20.1984- Perfaz 36 anos de sacerdócio o Padre Manuel Coelho de Sousa, natural de S. sebastião, concelho de Angra do Heroísmo.

21.1998- Realiza-se no Porto, Palácio da Bolsa, uma investidura de Confrades na Confraria do Vinho do Porto. A Confraria do Vinho de Verdelho dos Biscoitos fez-se representar pelo seu Grão- Mestre.

22.1983- A Agência do Banco Português do Atlântico em Angra do Heroísmo tem novo gerente: Francisco Alberto de Meneses Cardoso Fialho, natural da freguesia dos Biscoitos, concelho da Praia da Vitória.

23.1980- O Primeiro-ministro Dr. Sá Carneiro visita a Ilha Terceira, com paragem na freguesia dos Biscoitos.

24.1982- A Câmara Municipal de Angra do Heroísmo entrega diplomas de cidadania honorária aos Srs. Dr. Cândido Forjaz, Dr. Hélio Flores Brasil, Monsenhor Henrique Rocha, Joaquim Gomes da Cunha (Pedro de Merelim), Eng. José Correia da Cunha e comendador Manuel Sousa Mancebo,

25. 1998- Decorre na cidade do Porto o 35.º Congresso Mundial das Confrarias Báquicas. Os Açores estão representados pela Confraria do Vinho de Verdelho dos Biscoitos (Ilha Terceira).

26. 1931- É consumido por um incêndio o Teatro Ideal, Ponta Delgada.

27.1986- Integrado nas sanjoaninas realiza-se na Praça de Toiros Ilha Terceira um espetáculo infantil com a colaboração dos artistas Tonicha e Carlos Alberto Moniz. 

28. 1989- O Presidente do Governo Regional dos Açores, Dr. João Bosco Mota Amaral anuncia a substituição do Dr. António Azevedo Rosa no cargo de Secretário Regional da Educação e Cultura pelo Dr. Aurélio da Fonseca.

29. 1986- Realiza-se em Angra do Heroísmo a Procissão de São Pedro.

30. 1979- O Papa João Paulo II anuncia, durante o seu primeiro consistório, a nomeação de D. Aurélio Granada Escudeiro, 37.º Bispo de Angra.

Fonte: Arquivos de José da Silva Maya, Álvaro de Castro Meneses, “Revista Ilha Terceira” e “Almanaque Açores”.